Afinal, o que comer antes do treino?

Escolher Viver

Treino e alimentação andam intimamente ligados. Um não vai a lado nenhum sem o outro. Mas o que é fundamental mesmo é saber o que comer antes e depois do treino, para que este cumpra os objetivos pretendidos e se evitem problemas de última hora. Vamos começar pelo início, então. É sempre o melhor. Se vai treinar, o que deve comer? Quando e quanto? Este texto vai ajudá-lo/a a resolver estes pequenos dramas. 

A refeição pré-treino tem o papel principal de fornecer energia e todos os nutrientes de que o seu corpo precisa para render ao máximo durante o treino. Resumidamente, o principal objetivo da refeição pré treino é reforçar as reservas energéticas e predispor o indivíduo para o esforço. 

Se vai comer com três horas antes do treino, o melhor é optar por hidratos de carbono complexos, de absorção lenta, como batata doce ou aveia. Mas a ideia é comer qualquer coisa uma hora antes de ir para o treino, aí a melhor solução já são os hidratos simples, como o pão e a fruta.

Agora imagine que se esqueceu mesmo do pequeno almoço e está já a caminho do ginásio. Pare numa mercearia de rua, e compre uma banana. É rica em hidratos de carbono de fácil digestão, que fornece energia, é uma boa fonte de antioxidantes e potássio, fundamental para evitar cãibras.

Mas tão importante como saber o que comer antes do treino, é saber o que não comer.  Um Cozido à Portuguesa? Não, estamos a brincar. Isso calculamos que saiba que não se pode comer antes do treino. Deve evitar pratos pesados que causem desconforto gastrointestinal. Fuja das gorduras, como azeitonas, queijos gordos ou grandes quantidades de frutos secos. Os cereais ricos em fibra também são de evitar se vai treinar em seguida.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.