AI, VEM AÍ O NATAL!

Sofia Grangeio

Diário de uma ex-Obesa. Uma história de superação. Confissões, vitórias e derrotas contadas na primeira pessoa. Todas as semanas, Sofia escreve uma crónica no site Escolher Viver.

Antes de dar continuidade à crónica anterior, onde vos contava a minha difícil prospeção de mercado sobre formas de de perder peso, por entre tantas ofertas existentes no mercado (algumas, aliás, oferecendo autênticos milagres, daqueles que, sem qualquer sacrifício ou restrição, é possível perder tudo em duas semanas…) quero partilhar convosco algo que me aconteceu um destes dias.

Estava a olhar para o calendário, por causa do agendamento de um evento, e dei por mim a tomar consciência que estamos a cerca de um mês do Natal. É uma época especial, aquela que todos adoramos pelas mais variadas razões, mas que tantos “problemas” traz a quem se debate com o excesso de peso.

Todos os anos me debato com este conflito (e sei bem que não sou a única…). E agora? Tanta coisa tão boa que nos aporta as melhores recordações da nossa infância: o peru, o bacalhau, o bolo-rei, os sonhos, as rabanadas, as filhoses e um mundo de ofertas, todas altamente “light”!

Mais uma vez, somos postos à prova… Mais uma vez, lá vem a nossa consciência versus a nossa vontade a lutarem lado a lado. Nesta altura festiva, se pudesse, atirava para trás das costas todo um ano de foco e era novamente a Sofia gulosa, que comia tudo o que lhe apetecia, a Sofia que não tinha foco.

Como as consequências desta escolha não eram imediatamente visíveis, aí andava eu feliz e contente durante aquele mês de festas e de férias, que ao terminar se traduziria em mais uns bons quilos em cima. Não pode ser. Mas também não exijam mais de vós. Usem alguma ponderação, mas sejam felizes.

Não deem ouvidos aos maus ventos que vos querem criar sentimentos de culpa, fofinhas e fofinhos do meu país, gozem o momento com tudo a que têm direito, porque se o foco voltar ( porque volta, asseguro-vos!), foi só mais um passo atrás entre os muitos que já vos aconteceram e ao qual se seguirão mais que muitos, no sentido que pretendem.

Com tudo isto, acabei por não voltar ao labirinto de dietas milagrosas por que todos passámos. Para a semana, prometo, falarei desses tempos.

Um grande beijo doce e até para a semana!

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.