Biológico ou Natural? Eis as diferenças para uma escolha consciente

Ana Araujo

Jornalista

Quem é que nunca foi ao supermercado e se deparou com a dúvida: o que distingue um produto biológico de um natural? Pode não parecer, mas estas duas categorias, apesar de semelhantes, são bem distintas entre si. Para evitar confusões e ajudá-lo a escolher a melhor opção, vamos lá explicar as diferenças.

Um produto biológico – também chamado de orgânico – é aqueles cujos ingredientes têm origem na natureza e não foram geneticamente modificados. A sua produção também não incluiu químicos, como pesticidas ou fertilizantes, antibióticos e medicamentos. Mais: para que possa ser chamado de biológico, é necessário garantir um processo de fabricação sustentável, que proteja o meio ambiente, tenha impacto positivo no ecossistema e recorra a agricultura tradicional.

De acordo com a SGS Portugal – Sociedade Geral de Superintendência, que se dedica a inspecionar e certificar produtos dessa categoria, importa verificar todos os passos, “desde o solo, a origem das sementes, os tempos de crescimento e maturação, o controlo de pragas e doenças, a transformação, o armazenamento, a distribuição, a embalagem”. “Todas estas fases são legisladas e verificadas por Organismos de Controlo (OC) reconhecidos para o efeito”, explica a empresa no seu site oficial. 

Desde julho de 2010 que os produtos biológicos certificados têm uma marca – que é o logótipo da União Europeia – de utilização obrigatória.

E se quem diz produto biológico diz necessariamente produto natural, o contrário não é verdade. Isto porque estes não são mais do que aqueles que têm, pelo menos, um elemento retirado da natureza, independentemente da quantidade: a sua fórmula pode ser constituída por apenas 1 por cento de ingredientes naturais. 

Além disso, ao contrário dos orgânicos ou biológicos, estes podem conter pesticidas, fertilizantes químicos, antibióticos, aditivos e sementes geneticamente modificadas. Fique ainda a saber que o termo “natural” não é regulado por lei.

É importante assinalar que ser biológico ou natural não significa quer vegano ou vegetariano – aproveite e espreite as diferenças aqui em baixo – já que os animais são permitidos, desde que dentro dos parâmetros acima descritos. 

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.