Boa para o coração e para a digestão. A ervilha é ótima para a sua saúde

Carolina Jesus

Produtora de conteúdos

Conhece o conto A Princesa e a Ervilha? Não? É um conto que fala de uma princesa que comeu muitas ervilhas e melhorou rapidamente a sua saúde digestiva e do coração. Não acredita? Nós explicamos-lhe como!

Podemos ter modificado ligeiramente a história, mas não mentimos em relação aos seus benefícios. A ervilha faz mesmo bem à saúde e não é preciso existir uma princesa para o provar.

A ervilha é uma leguminosa muito versátil, podendo ser salteada, cozida, grelhada, escalfada, ou até mesmo transformada em cremes e sopas. Mas antes de partirmos para as vantagens de a incluir na sua dieta alimentar, vejamos a sua composição nutricional.

Informação nutricional

A quantidade de nutrientes presentes nas ervilhas está diretamente relacionada com a forma com que elas são apresentadas, secas, em grão ou, ainda, cozidas. Dito isto, de acordo com a Tabela da Composição dos Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, em cada 100 g de ervilhas, é possível encontrar:

Ervilha Seca Cozida        

  • Calorias: 106
  • Água: 69,1 g
  • Proteínas: 6,9 g
  • Lípidos: 0,4 g
  • Hidratos de Carbono: 18,1 g
  • Ferro: 1,4 mg
  • Fibra: 5,1 g
  • Vitamina A: 13 µg (microgramas)
  • Vitamina C: 0 mg  
  • Cálcio: 24 mg
  • Potássio: 270 mg

Ervilha em Grão Cozida

  • Calorias: 63
  • Água: 79,5 g
  • Proteínas: 6,2 g
  • Lípidos: 0,7 g
  • Hidratos de Carbono: 7,9 g
  • Ferro: 1,1 mg
  • Fibra: 4,8 g
  • Vitamina A: 44 µg (microgramas)
  • Vitamina C: 13 mg
  • Cálcio: 37 mg
  • Potássio: 327 mg

Ervilha Congelada Cozida

  • Calorias: 57
  • Água: 78,6 g
  • Proteínas: 5,6 g
  • Lípidos: 0,5 g
  • Hidratos de Carbono: 7,5 g
  • Ferro: 1,2 mg
  • Fibra: 7,3 g
  • Vitamina A: 64 µg (microgramas)
  • Vitamina C: 10 mg            
  • Cálcio: 32 mg
  • Potássio: 160 mg

Benefícios da ervilha para a saúde

Melhora o funcionamento digestivo

Como visto anteriormente, a ervilha tem grandes quantidades de fibra, o que traz grandes vantagens para a digestão.

Primeiramente, ajuda na produção de bactérias “boas” no intestino, que ajudam a combater as más e a manter o órgão saudável.

Além disso, também ajuda a regular o trânsito intestinal, prevenindo a prisão de ventre e outras doenças, como a síndrome do intestino irritável e cancro do cólon.

Rica em antioxidantes

A ervilha é uma leguminosa rica em antioxidantes, tornando-a numa forte combatente dos radicais livres e fortalecendo o sistema imunitário, prevenindo de gripes e constipações.

Além disso, estes antioxidantes também têm um grande papel no combate da deterioração das células, evitando o envelhecimento precoce. Tal traduz-se numa melhoria da visão e prevenção de doenças oculares, e numa pele e cabelo mais saudáveis e hidratados.

A ervilha consegue, também, e graças aos flavonóides, carotenóides e à vitamina C, reduzir os riscos de desenvolver doenças cardiovasculares e, até mesmo, enfartes.

Controla os níveis de açúcar no sangue

A fibra e a proteína constituintes da ervilha ajudam a reduzir e a controlar os níveis de glicose no sangue.

Além disso, a ervilha também tem um baixo Índice Glicémico, o que faz com que ajude a regular os níveis de açúcar no sangue.

Estes dois aspetos têm grandes impactos na prevenção de doenças como a diabetes e outras ligadas ao coração.

Reduz os níveis de colesterol

Mais uma vez, a fibra é um grande agente no que diz respeito aos benefícios da ervilha. Este nutriente é capaz de reduzir os níveis de colesterol totais, assim como do “mau” colesterol (LDL).

Desta forma, consegue prevenir diversas doenças cardiovasculares.

Fortalece os ossos

A ervilha também tem uma grande quantidade de Vitamina K, que corresponde a 44% da dose recomendada. Esta vitamina ajuda a impulsionar a absorção do cálcio nos nossos ossos, tornando-os mais fortes.

Este benefício também consegue prevenir doenças ósseas, como a osteoporose.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.