Cinco alimentos para reduzir inchaços e gases

Deana Coimbra

Aluna finalista de Jornalismo na ETIC

Sente-se inchada/o? Aquele inchaço que dificulta vestir o seu par de calças favorito, em que coube milagrosamente dois dias antes? Não é a/o única/o e não deve deixar que isso baixe a sua autoestima. O que pode saber é que o inchaço pode resultar da sua alimentação e nunca é tarde de mais para alcançar um corpo saudável!

No que consta ao inchaço, a boa noticia, na maior parte dos casos, é que esse inchaço não é grave e pode evitar-se se tiver o cuidado de modificar alguns comportamentos no seu dia a dia. Para começar, pode atribuir-se de imediato dois tipos de inchaço mais comuns: inchaço por gases (inchaço abdominal) e inchaço por água, ou retenção de líquidos.

O inchaço abdominal é aquele que faz com que desapertar o botão das calças depois de um festim seja…um pouco mais difícil. Alimentos como feijões, lacticínios, brócolos, couve-flor e comidas gordurosas são muitos dos culpados por causar este tipo de sensação.

No que consta aos inchaços por água, ou retenção de líquidos, que nos fazem sentir como o boneco Michelin, estes são normalmente resultantes de desequilíbrios ou mudanças hormonais durante o período menstrual. Podem também resultar de desidratação ou pelo consumo excessivo de comidas com excesso de sal e potássio.

Se rotinas como comer fast food, ir a restaurantes ou simplesmente encomendar comida de fora constituem uma grande parte da sua semana, a grande hipótese é que esteja a consumir demasiado potássio, o que resulta num corpo inchado e em mal-estar.

Porém, independentemente de quem é o culpado, a boa noticia é que pode sempre voltar ao seu corpo ideal se fizer o esforço de consumir alguns destes alimentos. Comece hoje a dar amor a si mesmo, que quando a cabeça não tem juízo…o corpo é que paga!

Iogurte

Iogurte é um exemplo ideal de um alimento repleto de probióticos – bactérias boas que auxiliam o sistema digestivo e ajudam a processar e acalmar inflamação no corpo. Se não conseguir ingerir iogurte por ter intolerância à lactose, experimente kefir. É 99% sem lactose e tem uma enorme variedade de bactérias probióticas.

Como sugestão, experimente começar o dia sem pão, mas sim com uma dose saudável de cereais com iogurte. Pode também acrescentar fruta ao seu pequeno-almoço, cortando umas rodelas de banana ou maça ou até alguns frutos do bosque para dar um pouco mais de sabor à sua manhã.

Gengibre

Uma das raízes medicinais mais antigas do mundo. As propriedades anti-inflamatórias do gengibre são praticamente infalíveis e fazem milagres no que consta a inchaços e gases. O gengibre contém uma enzima digestiva chamada zingbain, que ajuda a quebrar as proteínas dentro do corpo. Para além disso, tem também um efeito relaxante nos intestinos, ajudando a reduzir inflamações na zona do cólon. Deste modo, a comida a passa pelo sistema digestivo com mais facilidade e o resultado? Redução de inchaços e gases.

Limão

Limão, um bom amigo de qualquer entusiasta de culinária e quem diria? O velho truque de colocar um pouco de sumo de limão dentro de água resulta mesmo! O sumo de limão tem uma acidez muito semelhante àquela do nosso sistema digestivo. Deste modo, pode ajudar a aliviar inchaços e outros sintomas de indigestão. Ao beber um copo de água com umas gotas de limão todas as manhãs, não só se está a hidratar como também está a ajudar à regulação dos ácidos dentro do seu corpo. Aqui, todos ganham!

Pepino

O pepino é feito de 95% de água, quase se pode beber! Por isso, o seu consumo vai indubitavelmente deixá-lo mais hidratado. As suas propriedades são também importantes para ajudar o sistema a libertar-se de excesso de água das células e gases dispensáveis. Ainda mais, o pepino contém uma boa quantidade de enxofre que ajuda a atuar como um diurético estimulando o sistema urinário.

Pode cortá-lo às rodelas e por dentro de uma sandes, usar na salada ou até comer sozinho. De qualquer forma, o pepino é um snack perfeito se quiser manter a barriga lisa e feliz.

Espinafres

Rico em antioxidantes que ajudam a estimular o sistema imunitário, o espinafre conquistou verdadeiramente o seu título como um dos grandes “super alimentos”. Embora consiga aproveitar mais dos seus benefícios se o comer cru, cozinhar o espinafre fará com que o seu consumo seja mais fácil e delicioso. Extremamente versátil, o espinafre pode comer-se salteado, com alho e amêndoas. Pode escolher fazer uma omelete de espinafres, para lhe dar também um pouco de proteína, ou até um smoothie de espinafre, morango e kiwi…não se espante, existe mesmo! Com estas sugestões, até o Popeye fica com inveja!

Se quer diversificar os seus pequenos almoços, leia este texto que preparámos para si:

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.