Com casca ou sem casca? Aproveite todos os benefícios da fruta até ao fim!

Diana Rosa

Jornalista

Uma dieta equilibrada contempla duas a três peças de fruta por dia. E quando falamos em fruta, é mesmo fruta. Não são néctares de fruta ou purés de fruta. E já agora, é preferível fruta crua. Um fruto cozinhado (cozido ou assado), uma vez que está sujeito a temperaturas elevadas, vai perder nutrientes, entre eles algumas vitaminas, e o seu consumo não terá tantos benefícios.

Fruta. Essa dádiva da natureza que traz tantos nutrientes essenciais à nossa saúde. Com vitaminas, antioxidantes, anti-inflamatórios, fibras e propriedades desintoxicantes, os frutos são reis na roda da alimentação. Mas existe uma velha questão que continua a gerar dúvidas e contradições. Afinal, devemos descascar a fruta, ou comê-la com casca? É certo que há frutos que por terem uma casca mais espessa, é impossível comer ao natural, como é o caso da laranja, banana ou ananás. Mas e os de casca fina?

Existem vários estudos que defendem que se retire a casca, uma vez que uma lavagem comum pode não retirar por completo os pesticidas e a cera de abelha utilizada para conservar a fruta e lhe dar um aspeto mais brilhante. No entanto há dicas úteis de lavagem de maneira a prevenir a ingestão destes componentes, muitas vezes químicos.

Na verdade, apesar de os nutrientes e macronutrientes estarem presentes na polpa, é na casca que existe uma maior concentração de fibras e vitaminas, nomeadamente a vitamina C e A, antioxidantes essenciais para a produção de colagénio, e os betacarotenos, uma vez que é a parte da fruta que está mais exposta à luz solar.

Por isso mesmo, na nossa opinião, ganha a fruta com casca, já que ao comer maçãs, pêssegos ou pêras descascadas, está a reduzir a riqueza nutricional oferecida por cada um deles.

A fibra presente na casca da fruta é essencial para favorecer o trânsito intestinal e até mesmo para promover a sensação de saciedade. Portanto, se lavar meticulosamente cada fruto que come, não desperdice nada! Há também aqui uma informação importante para os diabéticos: a fibra das frutas reduz a velocidade com que o açúcar da fruta é absorvida no organismo, ajudando a manter os níveis de glicose no sangue equilibrados.

E como lavar bem a fruta?

Lembre-se sempre que os produtos frescos, nomeadamente frutos e vegetais, passam por longos processos desde o seu cultivo até chegar à sua mesa. Para além de estarem em contacto com produtos químicos, passam por vários tipos de transporte e andam de mão em mão antes de lhe dar uma dentada.

Por isso mesmo, para que a fruta fique bem lavada, lave com água corrente, esfregue bem (se tiver uma esponja própria para o efeito também não faz mal nenhum, mas não é indispensável), e deixe-a de molho em água fria durante 5 minutos. Não precisa fazer este ritual cada vez que pega numa peça de fruta. Pode colocar a fruta dentro de água quando chega do supermercado, guardá-la, e depois dar uma rápida passagem por água quando vai consumir.

Há algumas teorias relativamente à utilização do vinagre para desinfetar frutos e legumes, mas a sua utilização pode alterar o sabor e as propriedades dos alimentos. Portanto, bem lavados com água, é o suficiente.

Resumindo e concluindo, com casca! Aproveite todos os nutrientes que a fruta lhe oferece, e seja mais saudável!

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.