Dá muito trabalho a comer? Dá, é verdade. Mas nem imagina o bem que lhe faz

Diana Rosa

Jornalista

Hoje falamo-lhes da romã. Esse fruto velhinho e cheio de capacidades medicinais, que a maior parte de nós não sabe como descascar e dá tanto trabalho que se desiste de comer antes sequer de começar. Mas não desista. Por alguma razão se diz que a romã atrasa o envelhecimento.

A romã teve origem na Pérsia, no sul da Ásia, e foi trazida pelos fenícios até terras do mediterrâneo onde nós, os portugueses, pegámos nela e a difundimos pelos povos da América do Sul. Este fruto gosta de uma boa exposição solar, e como tal, pelo nosso país é produzido essencialmente na região algarvia. No entanto, este poderoso antioxidante tem vindo a perder fãs ao longo do tempo e a sua produção tem vindo a ser reduzida. Mas no Escolher Viver somos pelos frutos sazonais, e não é por acaso que esta época de Outono/Inverno é tão característica pela presença de grandes cestos de romã nos supermercados. A verdade é que a natureza sabe o que faz, e se existe, é porque faz bem.

A romã é uma fonte importante de flavonoides, quercetina e ácido elágico, que são antioxidantes que ajudam a prevenir diversos tipos de cancro, Alzheimer, entre outras doenças, atuando também como anti-inflamatório e antisséptico. Antigamente este fruto era comido de forma isolada, mas hoje em dia a sua utilização é cada vez mais variada, estando presente em saladas, misturado no iogurte ou na granola, mas que também é uma ótima escolha para fazer um sumo ou uma infusão.

Por isso, não negue à partida este fruto superpoderoso e veja aqui os seus benefícios.

Fortalece o sistema imunitário

Por ser rica em vitamina C e antioxidantes, a romã atua no bloqueio de processos bacterianos, aumentando ainda a quantidade das chamadas bactérias boas necessárias ao intestino. Posto isto, este fruto promove a saúde da flora intestinal, assim como a absorção de vitaminas e previne doenças respiratórias como gripes e constipações, diarreia e herpes.

Previne o cancro

Dada a presença de flavonoides e taninos, os antioxidantes que mencionamos tanto como preventivos de vários cancros, neste caso de próstata, pulmão, pele e mama. Estes antioxidantes não se encontram só na polpa, mas também na casca, e é por isso que nada deve ser desperdiçado. Aproveite as cascas para fazer um chá.

Previne o Alzheimer

Também devido aos antioxidantes e às propriedades anti-inflamatórias, que atuam no equilíbrio das funções cerebrais e melhoram o funcionamento da memória. Este benefício é encontrado principalmente na casca da romã, onde se concentram 10 vezes mais antioxidantes em comparação com a polpa.

Reduz a pressão arterial

Os antioxidantes têm de facto um poder geral no nosso organismo. E também são eles que têm a capacidade de promover a flexibilidade dos vasos sanguíneos, facilitando o fluxo do sangue de forma a prevenir a tensão elevada, para quem ainda não desenvolveu a doença. Para quem já sofre com esta patologia, alguns estudos demonstram que ao beber um copo de sumo de romã por dia pode estar a ajudar a controlar os níveis da tensão.

Previne doenças cardiovasculares

Nomeadamente enfarte, aterosclerose ou arritmia. Dadas a sua ação anti-inflamatória, o sumo da romã promove um aumento do colesterol bom e diminui a quantidade de triglicéridos no sangue, que é uma gordura que provoca habitualmente o aumento do risco de doenças cardíacas.

Previne o envelhecimento

Principalmente no que diz respeito à pele. Este fruto tem um teor elevado de elagitaninos, catequinas e antocianinas, propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que protegem a pele dos malefícios do sol, contribuindo para prevenir o cancro de pele e o envelhecimento precoce. A romã é ainda benéfica no tratamento de pele demasiado oleosa e problemas de acne.

Previne a diabetes

Uma vez que os seus antioxidantes contribuem para o bom funcionamento do pâncreas, sendo este o responsável pela produção de insulina. As propriedades desta fruta ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue, mesmo para quem já tem a doença.

Ajuda na perda de peso

Por ser pouco calórica, mas também por ser rica em água e em fibras, é diurética e previne a retenção de líquidos. Além disso, ajuda no controlo da fome.

“Mas a romã dá muito trabalho!” – pois bem, vamos deixar aqui uma dica para descascar em 3 passos, sem andar às voltas e voltas até obter o verdadeiro prazer.

  1. Coloque a romã em cima da bancada e a palma da mão por cima. Pressione ligeiramente e rode para soltar os bagos
  2. Corte ao meio
  3. Vire cada romã para baixo e, com uma colher, bata com força na casca para que os bagos caiam para dentro de uma tijela.

Et voilá!

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.