DIÁRIO DE UMA EX-OBESA – 5

Sofia Grangeio

Uma história de superação. Confissões, vitórias e derrotas contadas na primeira pessoa. Todas as semanas, Sofia escreve uma crónica no site Escolher Viver.

Então, gente “fofinha”, quem nunca se identificou com os sentimentos e sensações que partilhei convosco na crónica anterior? Quem nunca? Provavelmente, a grande maioria dos que nos seguem acreditou que com muito foco conseguiria. Eu também acreditei muitas vezes.

Mas também, aposto, já sentiram o peso de não quererem que se soubesse as sucessivas falhas, dos avanços e recuos na busca de soluções, como se não houvesse amanhã! E há ainda aquele peso terrível de querer ir jantar com amigos, usufruir de tudo a que nessas circunstâncias temos direito…e ter de declinar por saber que a compulsão ia ser mais forte que o foco!

No meio de tanto mal estar e de tanta hesitação durante aqueles anos de pura amargura, finalmente uma coisa positiva veio ter comigo: como também já vos disse, a tomada de consciência de que, sozinha, e sem muito esforço, a guerra estava perdida! Portanto, alegrem-se, fofinhas e fofinhos, que já atingiram este patamar! Esse é o passo mais importante: quando percebemos finalmente que, depois de muitas tentativas, não podemos seguir o caminho sozinhos e que precisamos de ajuda. Por que raio há de ser tão difícil reconhecer que precisamos de ajuda?

Para todos aqueles que ainda não conseguiram chegar a essa encruzilhada, não desesperem. Com força e persistência, irão lá chegar! Temos que ter muita garra, muita força de vontade, ouvir quem nos quer ver bem (e não ouvir todos!), procurar os profissionais especializados, encontrar quem nos pode dar alegrias e com quem temos empatia… Porque isto de querer ver os outros bem não é para todos! Por isso mesmo, para alguns não vale a pena contar aos sete ventos o que os preocupa ou o que estão a pensar fazer, ou como se estão a sentir… Afinal de contas, só alguns entenderão!

O que interessa é o nosso caminho. A força com que o trilhamos, sempre com as ajudas necessárias. Há um momento na nossa vida que temos de tomar opções. É isso que acontece com todos nesta fase do processo: entre as milhares de soluções para o excesso de peso, algumas delas verdadeiramente milagrosas, há que escolher a que mais se adequa ao nosso perfil e aquela que os médicos recomendam. Mas isso fica para a próxima crónica.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.