Dos mais saudáveis aos mais gordos. 13 queijos que temos sorte de ter na vida

Izabelli Pincelli

Produtora de Conteúdos

Há gente que não gosta de queijo, é verdade. Mas o queijo é uma perdição para a grande maioria das pessoas. A sua versatilidade atende a quase todas as exigências de sabores e formatos. Mas nem todos são ideais para quem quer perder peso. Fique com uma dica: normalmente, quanto mais amarelos, mais gordos. São um pecado, sabemos bem…

Portugal é um dos países que mais consome queijo no mundo. Em 2018, cerca de 90% dos portugueses consumiram queijo ao longo do ano e o flamengo, aquele que utilizamos normalmente no pão, foi eleito o favorito por mais de 60% da população, de acordo com um estudo feito pela Marktest.

Em todas as suas formas, é uma fonte essencial de proteínas, cálcio e gorduras. Além disso, contém diversas vitaminas e minerais, como potássio, magnésio, cálcio, zinco e fósforo. Contudo, a concentração desses benefícios varia mediante a sua preparação, processo de cura e derivação (leite de vaca, cabra ou ovelha). Os queijos produzidos em climas mais frios requerem uma menor quantidade de sal para a sua preservação e, portanto, apresentam mais concentração de nutrientes e benefícios.

As vantagens de o consumir regularmente e de forma adequada incluem o auxílio na perda de peso, o fortalecimento dos ossos e dentes (devido ao alto teor de cálcio), o regulamento do trânsito intestinal, prevenindo contra o cancro do intestino e a redução de LDL (colesterol “mau”).

O queijo é considerado mais saudável na sua forma magra e devido a isso, é mais aconselhado para a perda de peso em relação aos outros. Também é ideal para pessoas com problemas de colesterol, sendo os queijos brancos os que possuem um menor teor de gordura. Mas cuidado ao comprar! A designação “light” não necessariamente significa que é também magro, este apenas apresenta uma redução no seu valor calórico. Portanto, é importante estar atento aos rótulos.

Apesar dos diversos benefícios, é importante consumir os queijos de forma correta e moderada tendo em conta os seus valores nutricionais. Assim como todos os outros alimentos, o excesso pode trazer riscos a saúde. Mas vamos lá ao que interessa! Afinal, quais os queijos mais saudáveis e porquê?

Preparámos uma galeria com 13 queijos. Não estão todos os que consumimos, e há uns que usamos mais do que outros. A nossa preocupação foi, contudo, ordená-los do mais saudável ao mais calórico. Não contemplámos versões magras, nem “light”, nem “diet”. Todos valores nutricionais são para porções de 100 gramas e a informação é do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, do SNS.

Descubra os 13 queijos percorrendo a galeria com as setas vermelhas.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.