É uma raiz feia? É. Tem um sabor agressivo? Tem. Mas pode fazer tanto por si

Carolina Jesus

Produtora de conteúdos

Não é só no Natal que devemos ouvir falar do gengibre! Se não o costuma inserir na sua dieta, então está na hora de o começar a fazer! Não estará só a acrescentar mais um ingrediente à sua receita, mas múltiplos benefícios à sua saúde. Vá, deixe-se de coisas. O sabor pode não ser o mais agradável, mas os benefícios para a nossa saúde são mais do que muitos…

O gengibre tem um componente, o gingerol, que é o responsável por muitos dos seus benefícios. Não só lhe dá o sabor picante que lhe pertence, como é capaz de destruir bactérias e fungos. Além disso, o gingerol também tem efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes, que ajuda no combate dos radicais livres.

Entre os principais benefícios do gengibre no corpo humano, encontra-se a melhoria das náuseas e vómitos, especialmente no caso das grávidas e dos doentes com cancro que realizaram tratamentos de quimioterapia. Diversos estudos apontam para as vantagens de ingerir gengibre após os tratamentos de quimioterapia, sendo, inclusivamente, recomendado pelo Instituto Português de Oncologia (IPO), de que “uma infusão de gengibre ou limonada pode aliviar as náuseas”.

Contudo, está provado que o gengibre tem mais efeitos sobre as grávidas e nos seus enjoos matinais. Um conjunto de estudos, envolvendo 1278 mulheres grávidas, que tomaram 1,1 a 1,5 gramas (g) de gengibre por dia, provou que este alimentou levou à redução das náuseas. Não houve, no entanto, nenhuma conclusão de que tivesse algum efeito nos sintomas de vómito.

Se estiver grávida, consulte o seu médico, antes de começar a tomar grandes quantidades de gengibre. Embora se tenha comprovado que surte efeitos nos enjoos matinais, também está associado ao sangramento vaginal e à trombofilia, em casos de mulheres, cujo parto de aproxima, ou que já tiveram abortos espontâneos.

Perder peso

O gengibre é um dos alimentos que tem um papel fundamental na perda de peso. Tal pode-se justificar por ajudar o corpo a queimar um maior número de calorias e a reduzir a inflamação. Já foram realizados diversos estudos em humanos e animais, sendo que, em 2016, verificou-se que, após 80 mulheres com obesidade se sujeitarem à toma de 2 gramas por dia de gengibre, durante 12 semanas, estas obtiveram vários resultados, entre os quais a redução do índice de massa corporal e dos níveis de insulina no sangue.

Comprovou-se o mesmo nos animais, depois de uma pesquisa em ratos e ratazanas concluir que os mesmos tiveram uma redução no peso do seu corpo, após a introdução de gengibre nas suas dietas.

No entanto, embora o gengibre tenha efeitos na redução de peso, não faz milagres. Por isso, tenha uma alimentação cuidada e inclua o exercício físico na sua rotina.

Quando um paciente tem artrose, uma doença reumática que afeta a cartilagem articular, estas células vão começando a morrer, o que equivale à redução da produção de proteínas (os proteoglicanos) e de colagénios. Isto resulta em úlceras e osteófilos, que é quando “o osso que está por debaixo da cartilagem, chamado osso sub-condral, reage, espessando-se e dando origem a excrescências ósseas”, como explica a Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas (LPCDR)

O gengibre não funciona como prevenção desta doença, mas sim como um ajudante no controlo da dor e na incapacidade, sendo capaz de as reduzir.

Um estudo realizado a 593 pacientes maiores de 18 anos, que ingeriam entre 500 miligramas (mg) e 1 grama (g) de gengibre por dia, durante 3 a 12 semanas, concluiu os benefícios referidos em cima. A maioria dos participantes tinha artrose nos joelhos e teve uma redução progressiva da dor e de incapacidade.

Outros benefícios

Ajuda na indigestão

A indigestão é caracterizada pela azia, enfartamento e dores abdominais, causados pelo excesso de tempo que o nosso estômago demora a digerir os alimentos. O gengibre é capaz de acelerar esse processo, levando a uma boa digestão.

Em 2011, um estudo envolvendo 11 pacientes com indigestão, resultou na toma de duas cápsulas: uma de gengibre e outra de placebo. Uma hora depois, foi dada sopa a estes pacientes e a sua digestão demorou apenas 12,3 minutos àqueles que tinham ingerido gengibre. Já aos do placebo, demorou 16,1 minutos.

  1. Redução das dores menstruais

O gengibre pode ajudar no alívio das dores menstruais, se for consumido no início do período menstrual.

Tal foi provado em diversos estudos, incluindo um realizado a 150 mulheres, em 2019, que optaram pela ingestão de gengibre ou pela toma de anti-inflamatórios e os melhores efeitos apontaram para as que preferiram o primeiro.

  1. Redução dos níveis de colesterol

O gengibre é capaz de ajudar a baixar os níveis de LDL, o mau colesterol. Em 2018, foram analisados 60 pacientes com dislipidemia (grandes quantidades de lípidos no sangue), dos quais 30 receberam 5 gramas de gengibre por dia. Ao fim de três meses, esses participantes reduziram para 17,4% os níveis de LDL.

  1. Pode ajudar na prevenção de alguns cancros

Como já referimos, o gingerol é um componente muito importante do gengibre. E este tem diversos efeitos medicinais, entre os quais a prevenção de alguns tipos de cancro, como o colorretal, o do pâncreas, do fígado, da mama e dos ovários.

Embora alguns estudos já tenham sido realizados e tenham concluindo a redução da inflamação de células cancerígenas, é preciso mais pesquisa para confirmar com certezas, de que o gengibre é capaz de prevenir estes tipos de cancro.

  1. Combate das infeções

Mais uma vez, o gingerol veio para salvar o dia e, neste caso, as nossas infeções. Tem a capacidade de combater contra diversas bactérias, tais como as orais, que provocam gengivite e periodontite e também de algumas infeções respiratórias.

E agora as bolachas de Natal!

Sim, nós sabíamos que estava mortinha por ver a receita das bolachas mais tradicionais de Natal. Sim, é verdade que ainda agora saímos da praia, mas as ruas já estão a começar a vestir-se de adereços natalícios e as montras também já nos lembram que “o Natal está aí”. Então, vamos lá. Delicie-se com estes Biscoitos de Gengibre e Canela, numa das muitas receitas que é possível encontrar na Internet.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.