Há mais uma boa razão para comer salmão e peixes ricos em ómega-3

Izabelli Pincelli

Produtora de Conteúdos

Desde a antiguidade que o salmão é considerado um peixe sagrado, devido aos seus diversos benefícios para a saúde. Já o conhecemos pela sua ação anti-inflamatória, mas, agora, um estudo indicou um novo avanço neste ponto. O Escolher Viver mostra-lhe qual.

Os peixes ricos em ácidos gordos ómega-3, como o salmão, apresentaram resultados importantes no combate da aterosclerose, uma doença sem cura e caracterizada por um processo inflamatório que resulta na acumulação de placas de gorduras nos vasos sanguíneos. Essa foi a conclusão de um estudo publicado no The Journal of Clinical Investigation.

Os pesquisadores acreditam que os ácidos gordos ómega-3 formam moléculas que são responsáveis por ativar um recetor, nomeado GPR32, que consideram ser essencial para travar a ação inflamatória.

O ómega-3, considerado um dos ácidos gordos essenciais, já é conhecido, há muito tempo, pela sua ação anti-inflamatória, por estimular a saúde do coração, do cérebro, a produção de hormonas, o sistema imunitário, e, finalmente, pelo desenvolvimento e proteção do organismo.

O nosso corpo não consegue produzi-lo e, por causa disso, este é obtido através da ingestão frequente de cápsulas ou através da alimentação. O salmão é considerado um dos alimentos mais recomendados para obter ómega-3, sendo que apenas um filete garante um pouco mais da dose diária recomendada.

O estudo foi realizado em laboratório e contou com um total de 127 amostras de tecido de placas ateroscleróticas humanas obtidas do projeto Biobank of Karolinska Carotid Endarterectomias (BiKE) e também, amostras de artérias normais, livres da doença, de doadores de órgãos que foram utilizadas como controlo durante a análise.

Apesar de ser uma descoberta chave no combate da aterosclerose, Hildur Arnardottir, principal autora do estudo, em declarações a Eat This, Not That, advertiu que “são necessários mais estudos antes que possamos traduzir os resultados obtidos para os seres humanos.”.

Ainda assim, independentemente dos resultados futuros, o consumo de alimentos ricos em ómega-3 deve ser uma constante na dieta devido aos seus benefícios já conhecidos e comprovados.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.