Hemorróidas: tudo o que precisa de saber e como evitar o desconforto

Deana Coimbra

Aluna finalista de Jornalismo na ETIC

Rodeadas de mitos, as hemorróidas representam um incomodo daqueles que não dá para ignorar. No entanto, o seu tratamento é possível e quase sempre infalível. Veja algumas recomendações para tratar e eliminar as hemorróidas de uma vez por todas.

Apesar de ser ainda um tabu, é importante abrir a conversa a temas como as hemorróidas, nome dados aos vasos sanguíneos do ânus quando estão dilatados e inflamados. Até porque elas são mais comuns do que se possa pensar. Estima-se que quatro em cada 10 pessoas possam sofrer de hemorróidas em algum momento da vida. Normalmente por volta dos 30 ou 40 anos podem começar a surgir sintomas, que se podem estender até os 60 anos.

Para evitar o aparecimento das hemorróidas, é essencial seguir um estilo de vida saudável, procurar praticar exercício fisico e equilibrar as suas refeições tendo em conta os sintomas que apresentar. É também importante evitar alguns comportamentos menos indicados. Saiba aqui o que fazer para prevenir o aparecimento ou agravamento das hemorróidas.

Quais os tipos de hemorróidas?

Hemorróidas Internas

As hemorróidas internas são aquelas que se formam na parte interior do recto, próximo do dueto anal. Muitas vezes, o tempo de diagnostico para este tipo de hemorróidas pode ser tardio, devido ao facto de não serem observáveis a olho nu. Podem-se identificar, no entanto, pela presença de alguns elementos e indicativos:

  • Sangue vivo nas fezes, ou no papel higiénico;
  • Comichão e desconforto na zona anal;
  • Dificuldade ou dor em defecar;
  • Tensão anal, que corresponde à intensa vontade de defecar, embora não exista nada para expelir do corpo.

Além destes sintomas, é possível também que as hemorróidas internas se projectem para fora do orifício anal, formando um ou múltiplos pequenos nódulos na zona anal durante a dilatação, que podem, ou não voltar ao normal pouco tempo depois.

Estes nódulos correspondem às veias dilatadas que saem pelo anus e que caracterizam as hemorróidas internas em vários graus, grau 1, 2, 3 e 4, dependendo das suas características e sintomas específicos.

Embora este tipo de hemorróidas possa ser tratado através de mudanças dos hábitos e estilo de vida de cada pessoa, como a alimentação, o exercício fisico, hábitos de sono e sedentarismo, é aconselhado que seja feito um diagnostico e tratamento orientado por um médico especialista assim que se deparar com os sintomas.

Quando ir ao médico?

Dependendo dos sintomas apresentados e com as características verificadas, é aconselhado que se consulte um gastroenterologista ou proctologista de modo a iniciar o tratamento o mais breve possível.

Hemorróidas Externas

As hemorróidas externas são aquelas que se apresentam na parte exterior do conduto anal e costumam ser muito dolorosas, especialmente quando aumentam de tamanho, já que se encontram cobertas por uma pele muito sensível. Contudo, são fáceis de localizar. Normalmente podem ser sentidas quando incham. Este inchaço pode causar

  • Comichão;
  • Dor ou;
  • Sangue nas fezes.

Na maioria dos casos, as hemorróidas externas desaparecem em apenas 2 dias com medidas simples como tomar banhos de imersão, uso de pomadas, e medidas como evitar ficar muito tempo de pé e aumentar o consumo de líquidos e fibras, para amolecer as fezes. Porém, quando estas medidas não bastam para eliminar de vez o problema, pode-se recorrer a uma cirurgia para remover as hemorróidas definitivamente.

Quando ir ao médico?

É recomendada uma avaliação médica quando os sintomas começam a piorar passadas 48h e quando começam a interferir nas tarefas do dia a dia. Quando não se consegue aliviar os sintomas por meio de remédios, tratamentos caseiros e mudanças alimentares, pode consultar um médico especializado de modo a alcançar uma cura definitiva.

O que comer?

Para prevenir as hemorróidas, adote uma dieta saudável, equilibrada e rica em fibras. Coma mais fruta, vegetais e cereais integrais.

A dose diária de fibras recomendada é de 25 a 35 g para as mulheres e homens, respetivamente. As fibras são essenciais para manter um bom funcionamento do intestino e para prevenir a obstipação, pois ajudam a amolecer as fezes e evitar o esforço a defecar. Alguns exemplos de alimentos ricos em fibras para quem tem hemorróidas são:

  • Cereais integrais como farinha de trigo integral, arroz integral, aveia, e quinoa
  • Sementes de abobora, chia, linhaça
  • Frutas com casca, de preferencia frescas ou cruas
  • Legumes
  • Amendoins, nozes, amêndoas e castanhas

É importante comer estes alimentos ricos em fibras sempre que tiver a oportunidade. Se escolher incluir no pequeno almoço, pode preparar uma sandes de pão integral com nozes, mel e sementes de linhaça. Ao almoço pode preparar uma refeição simples de legumes com frango e arroz integral. Não se apoquente de experimentar coisas novas!

Se quiser, pode também beneficiar com a toma de suplementos de fibras. Porém, antes de o fazer, aconselhamos que consulte um especialista (médico, nutricionista ou farmacêutico)

O que evitar?

Alguns alimentos são desaconselhados no caso de hemorróidas, pois podem causam irritações no intestino. Alguns exemplos de comidas a evitar são a pimenta, o cafe e bebidas com cafeína, como refrigerantes, chá preto ou chá verde. Para além de evitar estes alimentos, é importante reduzir também o consumo de alimentos que aumentem a produção de gases e desconforto intestinal, como o feijão, couve-flor e ervilhas.

Os doces e alimentos fortes em hidratos se carbono, como o arroz, batata ou massas fazem com que as fezes fiquem mais duras, agravando as hemorróidas. Uma vez que a pessoa precisa de fazer mais força para defecar, cria pressão nos vasos sanguíneos presentes na região anal.

Outras recomendações

  • Ingira muitos líquidos, de preferência água

É recomendado beber entre 1 a dois litros de água por dia. No entanto, as bebidas como café, refrigerantes e álcool não contam! Pelo contrário, podem até desidratar o organismo. Mantenha o corpo hidratado de modo a facilitar o desaparecimento das hemorróidas.

  • Faça exercício fisico

Não só melhora a saude do seu organismo como um todo, mas é também uma forma de obrigar o intestino a funcionar de forma regular, prevenindo desta forma a obstipação. Além disso, a atividade física combate também o excesso de peso e obesidade, que embora não sejam fatores diretamente associados ao aparecimento das hemorróidas, podem ser fatores de risco para o seu aparecimento.

  • Evite estar muito tempo de pé ou sentado

Este conselho é valido para todos, não importa a situação ou local onde se encontre. Para além de ser uma recomendação que beneficia o organismo no seu todo, é também crucial para evitar que se acumule a pressão sobre a região anal. Estar muito tempo sentado ao computador, na sanita ou no sofá faz com que aumente a pressão das veias do ânus, originando ou agravando o problema das hemorróidas.

  • Vá à casa de banho sempre que tiver vontade

Sendo que um dos grandes fatores para o aparecimento das hemorróidas é a pressão aumentada no abdómen, suster a vontade de defecar faz com que o problema só piore e se torne muito mais doloroso. Evitar ir à casa de banho aumenta a pressão sobre as veias do reto e com o tempo, esta pressão sobre os tecidos sanguíneos pode originar agravamento dos sintomas e da dor.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.