Metabolismo: mitos e verdades sobre esse “malvado” que nos faz engordar

Izabelli Pincelli

Produtora de Conteúdos

Já se perguntou por que razão algumas pessoas têm dificuldade em engordar ou emagrecer, mesmo com uma alimentação adequada? Genética, idade, falta ou excesso de exercícios… descubra quais os mitos e as verdades acerca da nossa bateria interna conhecida como metabolismo!

Já ouvimos falar sobre o metabolismo diversas e diversas vezes, mas muitos de nós não sabemos, de todo, a sua complexidade e funcionamento. Devido a isso, estamos sempre a questionar as mudanças que ocorrem no nosso organismo.

Gastamos energia diariamente, seja fazendo atividades simples como lavar a loiça ou mais complexas como sair para uma longa corrida. Essa energia vem, em essencial, dos alimentos e bebidas que consumimos. O metabolismo é responsável por controlar a quantidade de energia que o nosso corpo utiliza, através da junção das calorias com o oxigénio, e é divido em dois processos principais: anabolismo e catabolismo.

Enquanto o anabolismo refere ao armazenamento de energia, onde as moléculas mais pequenas e simples são transformadas em moléculas maiores e mais complexas, o catabolismo diz respeito a quebra de moléculas que serão utilizadas pelo nosso corpo como energia.

Mas afinal, o nosso metabolismo realmente desacelera após os 40?

O metabolismo pode ser influenciado por diversos fatores desde a genética até ao estilo de vida, nomeadamente através da alimentação e da prática de exercícios físicos. Além disso, pode ser considerado rápido ou lento. Enquanto o primeiro deve-se a um gasto energético mais rápido e uma menor probabilidade de ganhar peso, o segundo traduz-se em num retardamento no gasto energético.

Um estudo publicado pelo Pennington Biomedical Research Center em Agosto deste ano acabou com o mito de que o nosso metabolismo desacelera após os 40 anos e que atinge o seu máximo na puberdade.

De acordo com o mesmo, as mudanças no nosso metabolismo ocorrem em quatro fases da vida.  A primeira diz respeito ao primeiro ano de vida e conclui que o metabolismo atinge o ponto mais alto nesse período, sendo os bebés capazes de queimar calorias 50% mais rápido para o tamanho de seu corpo do que os adultos.

Já a segunda, no primeiro aos 20 anos, apresenta uma desaceleração de cerca de 3% por ano. A terceira fase, dos 20 aos 60 anos, apresenta um novo normal onde o metabolismo estabiliza.

A quarta e última, tem o seu início a partir dos 60 anos e apresenta um declínio anual de apenas 0,7%. “Levamos em consideração a diminuição da massa muscular.  Depois dos 60, as células de uma pessoa desaceleram”, explicou Eric Ravussin, Diretor Executivo da Clinical Science e responsável por analisar as conclusões do estudo.

Dicas para um metabolismo mais rápido

Há diversos mitos sobre o metabolismo, nomeadamente sobre as suas fases de mudanças, e muitas pessoas acreditam não ser possível controlá-lo quando este é herdado geneticamente.  Mas sim, é possível! Há diversas coisas que podemos fazer para ajudar a acelerar o nosso metabolismo, mas antes disso lembre-se: cada organismo reage de uma forma e no seu próprio tempo! Vamos lá:

  • Ter uma dieta rica em proteína

O consumo diário de proteínas acelera significativamente o metabolismo, pois além de ser o macronutriente mias complexo para o nosso corpo, também reduz o nível de grelina, hormona responsável por diminuir o apetite.

As proteínas também auxiliam o desenvolvimento de músculos, tornando-nos mais ativos e consequentemente, afetando positivamente o metabolismo. Os alimentos ricos em proteínas incluem:  o salmão, a carne, o queijo, o iogurte e as leguminosas como a soja, as ervilhas e os grãos.

  • Consumir alimentos termogénicos

São alimentos que aumentam a nossa temperatura corporal, forçando o organismo a gastar mais energia para estabilizar a mesma. Estes alimentos aumentam cerca de 15% o gasto energético, resultando em uma maior queima de gordura corporal.  Entre eles estão: os espargos, a pimenta, a canela, o óleo de coco, a aveia, a clara de ovo, o café e o gengibre.

  • Fazer exercícios regularmente

O nosso metabolismo tende a ser mais rápido quando somos mais ativos. Exercícios que requerem o levantamento de peso e auxiliam o ganho de massa muscular são os mais comuns para acelerar o mesmo. Mas não se preocupe, esses não são os únicos!

Todos os exercícios podem impulsionar o nosso organismo a trabalhar e a gastar energia mais rápido, inclusive atividades diárias como limpar a casa e fazer caminhadas. O importante é não ficar parado!

  • Beber água gelada

O nosso corpo é composto por 60% de água e o consumo regular da mesma é essencial para o funcionamento do nosso corpo e a queima de calorias.  Um estudo concluiu que ao bebermos 500ml de água, o nosso corpo aumenta o gasto energético em 24% ao longo de uma hora após a ingestão. Esse número é ainda maior quando a água está gelada, pois estimula a produção de calor e como referido anteriormente, o nosso metabolismo vê-se obrigado a estabilizar a temperatura corporal.

  • Não passe muito tempo sentado

Atualmente estamos cada vez mais condicionados a ficar sentados devido às novas tecnologias, seja para trabalho seja para entretenimento. Porém, todos sabemos que esse novo normal não traz benefícios ao nosso copo.

Quando passamos muito tempo sentados, os níveis de calorias queimadas são reduzidos significativamente, o que acaba por auxiliar o ganho de peso. As soluções para quebrar esse comportamento incluem levantar-se de duas a três vezes a cada hora para alongar o corpo e incentivar o gasto de energia.

  • Tenha uma boa noite de sono

A falta de sono pode levar ao aumento de peso e obesidade e também ao agravamento de diabetes do tipo 2. Quanto mais tempo passamos acordados, maior o aumento dos níveis de açúcar no sangue e a resistência à insulina.

Além disso, quando não dormimos, ocorre uma maior estimulação da grelina (hormona da fome) e acabamos por consumir mais calorias do que o necessário.  Portanto, é importante dormirmos, no mínimo, 8 horas por noite, pois além de apresentar diversos benefícios ao nosso corpo e mente, auxilia na perda de peso e na aceleração do metabolismo. 

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.