Não há motivos para chorar! A cebola é mesmo boa para diabéticos

Carolina Jesus

Produtora de conteúdos

Um bom refogado é a base para muitas refeições deliciosas e saudáveis. Mas e se lhe disséssemos que é a própria cebola um dos ingredientes responsáveis pelos benefícios que lhe chegam ao corpo? Especialmente para os diabéticos…

Sim, pode levar as lágrimas aos olhos, no momento de preparação. Mas, além disso, só traz benefícios a quem tem diabetes.

A cebola é um alimento extremamente nutritivo e com um valor energético reduzido, devido ao seu teor em água, correspondendo a cerca de 94%. Apesar de os nutrientes variarem dependendo do estado de cozedura, os valores são muito semelhantes.

Carga nutricional da cebola (por 100g)

Cebola Crua:

  • Energia (kcal):  20
  • Água (g):  93,8
  • Proteínas (g): 0,9
  • Lípidos (g): 0,2
  • Hidratos de Carbono (g): 3,1
  • Fibra (g): 1,3
  • Vitamina B3 (mg): 0,6
  • Vitamina B6 (mg): 0,2
  • Vitamina C (mg): 8
  • Vitamina E (mg): 0,3
  • Potássio (mg): 210
  • Fósforo (mg): 30
  • Cálcio (mg): 31
  • Ácido Fólico (µg): 17
  • Ferro (mg): 0,5
  • Magnésio (mg): 12

Cebola Cozida:

  • Energia (kcal):  18
  • Água (g):  94
  • Proteínas (g): 1
  • Lípidos (g): 0,2
  • Hidratos de Carbono (g): 2,4
  • Fibra (g): 1,4
  • Vitamina B3 (mg): 0,5
  • Vitamina B6 (mg): 0,16
  • Vitamina C (mg): 5
  • Vitamina E (mg): 0,15
  • Potássio (mg): 140
  • Fósforo (mg): 30
  • Cálcio (mg): 33
  • Ácido Fólico (µg): 9
  • Ferro (mg): 0,5
  • Magnésio (mg): 9

Benefícios da cebola para a Diabetes

O sabor e o odor da cebola estão diretamente relacionados com o controlo da diabetes, pois são fornecidos por um composto nomeado de disulfureto de alilo propilo.

Este é responsável por aumentar a insulina, que ajuda a combater a glicose, reduzindo os níveis de glicemia. Além disso, também é capaz de diminuir os níveis de glicemia em jejum e de ajudar na tolerância da glicose.

Para o colesterol, também traz grandes benefícios, pois diminui os níveis do “mau” colesterol (LDL) e dos triglicerídeos e aumenta os do “bom” colesterol (HDL).

Um estudo realizado a 42 pacientes com Diabetes Tipo 2 provou que, ao ingerirem 100 gramas de cebola, os participantes tiveram uma redução significativa dos níveis de açúcar no sangue, em apenas quatro horas.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.