O CORPO TEM MEMÓRIA

Sofia Grangeio

Diário de uma ex-Obesa. Uma história de superação. Confissões, vitórias e derrotas contadas na primeira pessoa. Todas as semanas, Sofia Grangeio escreve uma crónica no site Escolher Viver.

Gente deste País! O Natal já passou e, com ele, aquela sensação de quentinho, de aconchego, e de mesa cheia de coisas tão boas, que nos fazem reviver os natais das nossas avós. Mas hoje é dia de arrumar no baú do sótão o sentimento de culpa pelos pecados que cometemos estes dias, e de renascer aquela sensação de voltar ao foco.

No final da crónica anterior, a situação era de afastamento do foco. Em conversa com amigos tive conhecimento de um médico que conseguia obter resultados ótimos em curto espaço de tempo, que se manteriam a longo prazo. Aí vou eu pesquisar testemunhos, confirmar a veracidade da informação e marcar consulta.

Apresento-me no consultório, de novo com uma mão cheia de esperança, e a certeza que agora é que vai. Este método consistia em seguir um plano alimentar personalizado, a par da ingestão de cerca de 3 litros de água por dia, de exercício físico e da toma de uma série de medicamentos chamados “manipulados” que colmatavam muitas das carências alimentares, além de serem também inibidores de apetite.

Segui tudo à risca, e o que é que consegui? Mais uma vez uma perda de peso considerável, cerca de 12 quilos, uma maior mobilidade, melhor qualidade de vida e, muito importante, deixei de ressonar. A minha relação com o espelho melhorou muito.

Durou este estado de graça mais ou menos ano e meio. Chegou uma altura em que continuava a seguir tudo à risca, medicação incluída, mas em que já não via nenhuma progressão no meu estado, e pior, comecei a aumentar de peso. A minha leitura de tudo isto é que as células têm memória, habituaram-se ao plano, e este já não funcionava. Bora aí procurar outro método! Até prá semana.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.