O leite também tem o seu dia. E, sim, é hoje. E é bem merecido

Diana Rosa

Jornalista

Foi amor à primeira vista. Assim que o provámos, mal chegámos ao Mundo, o leite passou a ser parte da nossa vida. E de lá para cá, a esmagadora maioria de nós mantém-se fiel ao primeiro amor. O leite, que divide o dia de hoje com o Coração, é um dos alimentos mais importantes da nossa dieta. Saiba porquê.

Habituados a vê-lo desde sempre na Roda dos Alimentos, o leite é um dos ingredientes que faz parte da base alimentar de muitos de nós desde pequenos. O primeiro contacto que se tem com esta bebida dá-se logo na fase da amamentação, em que o leite materno é uma fonte muito importante de probióticos e prebióticos, ajudando no crescimento do bebé e sendo a sua base de energia.  

Estima-se que 92% dos portugueses com idades entre os 15 e os 64 anos consomem leite com regularidade, e segundo o Instituto Nacional de Estatística, estudos de recentes apontam para que cada português consuma, em média, 73 litros de leite por ano.

Segundo as orientações de saúde, o grupo dos laticínios deve representar cerca de 18% dos alimentos que ingerimos diariamente. É famoso pela elevada quantidade de cálcio, mas tem outros benefícios associados.

Ainda assim, o leite não tem de ser consumido só na sua forma original, uma vez que também está presente noutros alimentos.

Uma dose de leite é equivalente a:

– 1 iogurte líquido

– 1 iogurte sólido e meio

– ¼ de queijo fresco

– 2 fatias de queijo

– ½ requeijão

Que tipos de leite existem?

Hoje em dia, existe uma grande variedade de leite que não o de origem animal. Mas não é disso que estamos a tratar agora. Entre os leites convencionais disponíveis, destacam-se os seguintes:

Leite UHT – É o famoso leite de pacote que a maior parte das pessoas consome, que não requer ser armazenado no frio antes da sua abertura, e que foi previamente aquecido a 140º para eliminar as bactérias.

Leite Pasteurizado – É o leite do dia, que tem de ser guardado no frigorífico mesmo antes do seu consumo, pois o seu aquecimento prévio foi de apenas de 65%, tendo sido alvo de uma menor manipulação.

Leite em Pó – Menos comum pelos consumidores de terras lusas, este pó é feito a partir da desidratação do leite de vaca. No seu fabrico, toda a água presente no leite é retirada, fazendo com que este produto tenha uma maior durabilidade e possa voltar ao seu estado normal adicionando água.

Leite de vaca puro ou natural – É o leite que é retirado do animal e, sem passar por processos industriais, vai diretamente para a mesa do consumidor.

Depois, há ainda um conjunto de variedades, que têm vindo a massificar-se nos últimos anos: sem lactoase, com cálcio ou enriquecidos com ferro.

Gordura? Qual gordura?

É importante que saiba escolher o leite adequado para si, uma vez que cada um dos tipos de leite tem um índice de matéria gorda variável.

Leite gordo: Teor mínimo de gordura = 3,5%

Leite meio-gordo: Teor de gordura entre 1,5% e 1,8%

Leite magro: Teor de gordura inferior a 0,5%

Escusado será dizer que se tem quilos a mais para perder, deve optar pelo leite magro, sempre aconselhado, claro, pelo seu médico ou nutricionista.

5 benefícios do leite e derivados

– Previne a osteoporose e promove a saúde dos ossos em geral – por ser rico em cálcio e em vitamina D

– Controla a hipertensão arterial – dada a elevada quantidade de aminoácidos com propriedades hipertensivas

– Favorece a saúde dos dentes – Devido à presença elevada de cálcio, fósforo e caseína

– Ajuda no crescimento dos músculos – por ser rico em proteínas

– Melhora a qualidade do sono – uma vez que contém triptofano, que é um aminoácido associado à produção de melatonina, a hormona do sono

Quanto cálcio preciso?

Para dentes e ossos fortes, o cálcio é um nutriente indispensável. E com o avançar da idade, é fundamental a sua ingestão para a prevenção da osteoporose.

Segundo os estudos clínicos da Medical News Today, as doses de cálcio aconselhadas por dia são as seguintes:

– 1000 mg para adultos entre os 19 e os 50 anos

– 1200 mg para adultos depois dos 50 anos

– 1300 mg para grávidas e lactantes

Os componentes do leite

Segundo o INSA – Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, a seguinte tabela ajuda-nos a conhecer toda a informação nutricional presente em cada 100mg de leite:

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.