Óleo de coco: a gordura que está na moda. Mas… é mais saudável?

Diana Rosa

Jornalista

Nem sempre as modas fazem sentido. É o caso do óleo de coco, que nos últimos anos entrou na cozinha portuguesa. Fomos comparar os dois tipos de gordura e perceber que nutrientes nos servem. A conclusão é óbvia: a boa e velha dieta mediterrânica continua a ter razão…

São várias as alternativas às gorduras convencionais. Sabemos que os óleos como o de girassol e a banha de porco são gorduras desaconselhadas, e opcionalmente o azeite é uma gordura saudável e nutritiva, desde que comido com conta, peso e medida. Mas há outras opções disponíveis no mercado e que marcam a tendência. Uma delas é o óleo de coco.

Será que é mais saudável do que azeite? Podemos dizer que o óleo de coco é proveniente de outros países e que a nossa alimentação deve-se basear essencialmente em produtos locais e sazonais. Portugal tem uma qualidade de azeitonas das melhores que há no mundo e é um desperdício não aproveitarmos os produtos que a nossa terra nos dá.

Nutricionalmente, o óleo de coco e o azeite são diferentes, é certo. O óleo de coco é um alimento maioritariamente vegetal e que contém 90% de ácidos gordos, e é extraído através da polpa fresca do coco. Pode ter 2 tipos diferentes: ou refinado, ou extra-virgem, e, à semelhança do que acontece com o azeite, se consome óleo de coco deve preferir sempre o extra-virgem, uma vez que este não passa pelo processo de refinamento, e por isso não perde os nutrientes.

Também como acontece com o azeite, este óleo não deve ser usado em frituras, uma vez que queima a temperaturas mais elevadas. Outra característica muito importante no óleo de coco, é saber como ele foi extraído. Quando é extraído a frio, não passa por processos de hidrogenação ou aquecimento. Por isso, o óleo apresenta um perfil lipídico forte em ácidos gordos saturados de cadeia média, que são de fácil digestão. Ou seja, as gorduras que compõem este subtipo de óleo de coco são melhores. Apesar de tudo, por ser um alimento gordo e com gorduras saturadas, não é recomendado que consuma mais do que 1 colher de sopa por dia.

Comparativamente, o azeite é a gordura mais saudável do ponto de vista nutricional e deve ser a gordura eleita relativamente às restantes.

Sendo a dieta mediterrânica considerada uma das melhores do mundo e tendo na sua base o azeite, é este o alimento que devemos privilegiar relativamente a óleos, manteiga ou banhas.

Relativamente à composição nutricional de cada um, podemos observar que o azeite é mais interessante que o óleo de coco, pois não só tem um teor mais elevado de vitaminas, como tem um volume de gordura saturada muito inferior. Veja as diferenças.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.