Ponha-se a mexer! Seis razões por que deve caminhar 30 minutos todos os dias

Carolina Jesus

Produtora de conteúdos

Não precisa de correr uma meia maratona para ter resultados no seu corpo. Basta uma caminhada pelo parque ou pela sua rua para o ajudar a emagrecer, a prevenir doenças cardiovasculares, e a trazer muitos outros benefícios à sua saúde.

Caminhar é algo que faz todos os dias. Seja na deslocação para o trabalho, ou simplesmente nas compras do mês, em que percorre o supermercado de uma ponta à outra. Mas será que o faz de forma a garantir vários benefícios para o seu corpo?

Por vezes, 30 minutos são suficientes e poderá ser perto de casa ou do trabalho. Escolha o mais cómodo para si e descubra o que caminhar pode fazer pela sua saúde.

Ajuda na perda de peso

Caminhar tem um grande efeito na queima de calorias, que está diretamente relacionado com a perda de peso. No entanto, tal só acontece 20 minutos depois de começar a caminhada. Por isso, é importante ter o tempo e outros fatores em consideração.

Primeiramente, a intensidade é fundamental. Para ter melhores resultados, a nossa frequência cardíaca deve chegar entre os 60 a 70%. Por exemplo, numa mulher com 30 anos, rondaria os 112 e os 131 batimentos por minuto.

A velocidade também influencia os efeitos da caminhada. Por exemplo, a uma velocidade de cinco a seis quilómetros por hora e ao atingir a frequência cardíaca estipulada acima, estima-se que a pessoa perca 200 calorias a cada 30 minutos.

Além disso, há outros detalhes a ter em atenção, como o peso do indivíduo e o tipo de terreno que está a percorrer (relevo mais acidentado e com maior declive resulta numa maior perda de peso).

Previne as doenças cardiovasculares

Uma simples caminhada ajuda na prevenção de diversas doenças cardiovasculares, ou da diabetes e da hipertensão. Apenas meia hora, resulta na diminuição da pressão arterial entre 20 a 40%.

Além disso, a caminhada praticada com frequência também resulta na redução em 30% de enfartes, AVC, insuficiência cardíaca e anginas no peito.

Reduz os riscos de cancro

Caminhar consegue prevenir diversos tipos de cancro. Um estudo realizado pela American Cancer Society, publicado noThe New York Times, comprovou que 300 minutos (cinco horas) semanais de exercício moderado conseguem reduzir o risco de desenvolver vários tipos de cancro, entre os quais o do estômago, dos rins, do cólon, da mama e outros.

Outro estudo revelou que as mulheres que caminhavam sete ou mais horas por semana reduziam os riscos de cancro da mama em 14%, em comparação àquelas que apenas andavam três ou menos horas.

Além disso, caminhar também surte efeitos nos pacientes com cancro, no que diz respeito à evolução da doença. Um estudo comprovou que as mulheres com cancro da mama que caminhavam 180 minutos por semana, tinham menos 50% de probabilidades de morrer da doença.

Fortalece a imunidade

Caminhar ao frio pode não parecer uma boa ideia, mas a verdade é que essa atividade física potencia a imunidade. Um estudo comprovou que os adultos que caminham 30 a 45 minutos por dia, tinham menos 43% de probabilidades de desenvolver gripes, constipações ou problemas respiratórios, em comparação com pessoas sedentárias.

Melhora a disposição e a função cerebral

Além de dar muita energia, caminhar também é capaz de melhorar a disposição do indivíduo. É responsável por diminuir a ansiedade e a depressão e de garantir um bom estado de espírito.

Também consegue melhorar o desempenho cerebral. Vários estudos comprovam que caminhar aperfeiçoa o pensamento e que ajuda no combate de declínios cognitivos, reduzindo também o risco de demência.

Caminhar também ajuda a estimular a memória, por aumentar a dimensão do hipocampo em cerca de dois por cento, que consiste na zona cerebral responsável pela memória.

No pensamento criativo, a caminhada também é fundamental. Os estudos comprovam que as pessoas que caminhavam, seja ao ar livre ou na passadeira, desenvolviam mais criatividade, em comparação àquelas que ficavam sentadas.

Fortalece os ossos e as articulações

Caminhar traz vários benefícios para a saúde óssea, por aumentar a sua densidade mineral. Tal está diretamente ligado à prevenção de osteoporose e outras fraturas ósseas.

Em relação às articulações, caminhar ajuda a fortalecer os músculos que suportam as articulações. Ajuda na prevenção de artrite ou no alívio de pessoas que já têm a doença.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.