Portugal é um dos 11 países mais sedentários do mundo. Vamos perceber porquê

Vanessa Santos

Fisiologista do Exercício Clinico e Doutorada em Atividade Física e Saúde Investigadora na Faculdade de Motricidade Humana

A atividade física deveria fazer parte constante da nossa rotina diária… mas não é isso que acontece. Apesar de treinar ser cada vez mais habitual, isso não é uma tendência generalizada no país. Portugal encontra-se entre os 11 países mais sedentários do mundo, e as mulheres apresentam níveis de inatividade física superiores aos homens. Mas porque é que isto acontecerá?

Existem vários fatores que acabam por influenciar negativamente as recomendações de saúde:

  1. A fraca referenciação médica. Os médicos têm um grande impacto nas opiniões das pessoas. Ainda vivemos numa sociedade em que “tudo o que o médico diz é sagrado”. Muitas vezes, a falta de tempo em consultas acaba por prejudicar a referenciação e aconselhamento para a prática de atividade física e exercício físico.
  2. Falta de tempo. O dia a dia é cada vez mais corrido, parece que não há tempo para tudo, e a maiorias das vezes é o exercício físico o sacrificado.
  3. A falta de motivação está cada vez mais presente na vida de cada um por efeitos do stress. A falta de resultados rápidos, ou simplesmente porque a saúde mental não permite, são razões habituais para a ausência de prática de exercício consistente.
  4. A falta de conhecimento também é um dos fatores que inibe a pratica de atividade física e exercício. Muitas pessoas inscrevem-se nos ginásios, mas depois os PT são caros, as aulas não lhes agradam e acabam por não saber o que fazer. A falta de motivação volta a ser uma razão.
  5. As questões financeiras, naturalmente, entrem nesta equação. Muitos portugueses vivem com um salário mínimo, ou com rendimentos baixos que não chegam para tudo. Quando se fala em atividade física e exercício é logo associada a palavra “ginásio”, ou seja mais uma mensalidade a pagar. E a realidade é que para realizar atividade física ou exercício físico é apenas necessária vontade. Mas isto remete-nos aos dois pontos anteriores.

Entre outras razões, estas são as principais e mais assinaladas pela nossa sociedade. Acaba por ser uma bola de neve que engloba todos estes fatores, conduzindo aos números apresentados no inicio do artigo…

O que podemos fazer para alterar isto? Estar ciente destes fatores, procurar mais informação e ajuda, se for caso disso!

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.