Rabanete: como é que um vegetal tão pequeno pode ser tão grande em benefícios?

Diana Rosa

Jornalista

Goste-se muito ou goste-se pouco, hoje é dia de falar num legume pouco popular mas cheio de benefícios que vai gostar de conhecer melhor, temos a certeza. Hoje é dia de rabanete! E, provavelmente, este texto vai ser uma surpresa para si…

É um alimento da família da couve e do repolho, e é uma poderosa fonte de minerais, água, antioxidantes, carregados vitamina C, vitamina B6, magnésio, fósforo, ferro, cálcio e vitamina A. Mas as coisas boas não ficam por aqui. Sabia que os romanos e os gregos o consumiam com mel e vinagre há milhares de anos? É verdade que a utilização mais frequente do rabanete é em saladas, uma vez que é suposto comer-se frio e crocante. Mas como somos adeptos de aproveitar tudo, fique a saber que pode guardar as folhas para adicionar na sopa. Folhas essas, que têm ainda mais concentração de vitaminas do que o próprio fruto.

Acha que este sensaborão de toque apimentado não tem benefícios suficientes? Então tome nota:

Anticancerígeno

O seu teor antioxidante e a riqueza em isotiocianatos combatem a absorção de radicais livres, prevenindo o cancro e o envelhecimento precoce.

Favorece a perda de peso

Se incluído numa dieta equilibrada. Isto acontece porque este vegetal é uma ótima fonte de fibras (que promovem a saciedade), tem um baixo índice glicémico (é muito aconselhado a diabéticos) além de ser pobre em calorias. Por cada 100 gramas de rabanete está a ingerir apenas 14 calorias.

Combate a retenção de líquidos

Uma vez que possui efeito diurético, graças à quantidade de água presente, que estimula a libertação de líquidos e toxinas, para quem sofre deste inchaço acompanhado por dificuldade em urinar. Além disso, ajuda a restabelecer o pH do trato urinário, prevenindo dor, ardor e infeções.

Previne doenças cardiovasculares

Graças à concentração de antiocianinas, substâncias altamente antioxidantes, protege o seu coração das doenças a ele associadas. Conta também com a ajuda da redução de homocisteína, que é uma substância associada a doenças cardíacas, nomeadamente tromboses.

Melhora o funcionamento intestinal

Dada a presença de fibras, este alimento ajuda a estimular a digestão, assim como os movimentos do intestino, promovendo o trânsito intestinal. É uma boa arma para quem sofre de prisão de ventre. Além disso, promove a produção de bílis, que vai proteger o seu fígado e a vesícula.

Previne problemas respiratórios

Tais como bronquite, alergias, constipações e gripe. É um bom aliado a combater as dores de garganta e a congestão nasal, uma vez que ajuda a eliminar a expectoração.

Promove uma pele saudável

Uma vez que tem uma elevada concentração de água e nutrientes que  vão manter a sua pele hidratada, além da vitamina C, que ajuda à produção de colagéneo, e vai mantê-lo longe de rugas durante mais algum tempo.

Ajuda a tratar picadas de insetos

Por ter uma ação antiprurido, que controla a comichão. Além disso, se tomar um sumo de rabanete vai estar a contribuir para a diminuição de inchaço e dor causados pela inflamação das picadas.

Fortalece os músculos

Este vegetal tem presença de proteínas e hidratos de carbono complexos, ainda que seja muito baixo em calorias. É a fórmula perfeita para reparar os tecidos musculares e ainda favorecer o seu fortalecimento.

Diminui a pressão arterial

Por ser rico em potássio, que promove o fluxo sanguíneo e a dilatação das artérias, favorecendo o controle da tensão arterial e prevenindo a formação de coágulos sanguíneos, também com a ajuda dos nitratos presentes neste alimento.

Quer mais razões para incluir este precioso amigo na sua alimentação?

O Rabanete é um dos 20 alimentos com mais água na sua composição.
Descubra os outros 19 neste texto que se segue:

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.