Se costuma comer ou beber estes alimentos antes de ir para a cama, pare já

Diana Rosa

Jornalista

Chega à noite e bate uma fome, que nem sabe bem o que há-de fazer. Vai até ao frigorífico, abre a porta, e fica ali a admirar as prateleiras cheias de coisas saborosas que têm todo o potencial para lhe oferecer um aconchego ao estômago. Em tempos, já falámos aqui no Escolher Viver, dos alimentos que devia comer num momento de maior aperto antes de dormir. Pois desta vez, vamos contar-lhe o contrário.

Fique a saber os alimentos que não deve comer, não só para evitar o ganho de peso, como também para afastar a indigestão, prisão de ventre, e promover uma boa noite de sono (sem pesadelos).

Barritas

Barritas energéticas, de cereais ou chocolate. As barritas convencionais são bastante calóricas e cheias de açúcares refinados. O que, para além de engordar, pode causar alterações do sono.

Manteiga

Por ter um alto teor de gordura saturada, é um alimento a evitar ao máximo. Se durante o dia é um alimento a consumir em quantidades moderadas, à noite pode perturbar a digestão e dificultar o sono.

Café e chá

O café é muito fácil de explicar. Tem cafeína, que é um estimulante, o que vai certamente provocar-lhe insónias. Já o chá, contém teína (pelo menos a maior parte), que provoca os mesmos efeitos da cafeína. Portanto,  não é proibido desde que seja feito de ervas sem este componente. Ou seja, se gosta de beber chá à noite, escolha apenas os calmantes, como tília, cidreira, valeriana ou camomila. Afaste-se do chá verde, preto, e branco, por exemplo.

Chocolate negro

É um alimento aconselhado em muitas dietas e tem os seus benefícios para a saúde, mas não antes de deitar, uma vez que é estimulante, já que contém uma percentagem de cafeína, e de outro componente chamado teobromina, que tem efeitos semelhantes.

Comidas picantes

Ingredientes picantes, que contenham malagueta, estimulam o organismo e são relativamente indigestos, além de poderem provocar alguma acidez estomacal. Sintomas nada bons para quem quer dormir bem.

Alimentos processados

São alimentos que contêm muitos açúcares e gorduras, que vão sobrecarregar o fígado e os rins na hora de deitar. Se deve evitar este tipo de alimentos na sua alimentação durante o dia, deve excluí-los completamente à noite.

Álcool

Costuma dizer-se que o álcool acalma, que quebra o corpo e diminui os reflexos. O que pode indiciar, falsamente, que induz o sono. Bom, até pode adormecer depois de consumir uns copos de vinho. Mas a verdade é que pode mesmo dormir mal, acordar a meio da noite mal disposto, e ter sintomas de desconforto gástrico.

Queijos

Principalmente aqueles que tenham mais teor de gordura. O queijo é um alimento rico em gorduras, que comido em excesso pode causar dificuldades de digestão durante o sono, inflamações  e insónias.

Pão e farináceos

Então se for pão branco, está fora de questão. O pão contém açúcares refinados, fermento, o que significa que vai ficar enfartado antes de dormir, para além de contribuir para o aumento de peso.

Outras histórias que vai querer ler