Seitan é alternativa à carne. Tem menos gordura e regula os níveis de colesterol

Carolina Jesus

Produtora de conteúdos

Nunca ouviu falar da planta “seitan”? É porque ela não existe. Na verdade, o seitan tem outra origem e, dessa, já ouviu falar, certamente: a farinha de trigo. O seu aspeto nem sempre impressiona, mas os seus benefícios são bastante atrativos ao nosso corpo.

O seitan é nada mais que o glúten retido da lavagem da farinha de trigo, onde são perdidas todas as gorduras e os hidratos de carbono. É este componente que lhe garante a cor castanha e a textura esponjosa que não atrai toda a gente.

Apesar de ser vendido de forma individual, o seitan é um grande substituto da carne, por ser rico em proteínas. Para lhe dar algum sabor, visto que o seitan básico é apenas glúten e água, costuma estar disponível em versões onde for previamente marinado em molho de soja, caldo de vegetais, azeite, e outros.

No entanto, em casa poderá temperá-lo da forma que preferir e incorporá-lo em diferentes receitas, seja grelhado, assado, estufado ou, até mesmo, cozido. Poderá fazer do seitan um hambúrguer ou acrescentá-lo a massas, saladas, e outros acompanhamentos.

O seitan consiste num obstáculo para quem quer aderir a uma dieta à base de vegetais e é, em simultâneo, intolerante ao glúten ou tem uma doença celíaca. Contudo, há diversas opções, como o tofu e a soja, por exemplo.

Composição nutricional

Antes de partirmos para os benefícios, é necessário referir os nutrientes disponíveis a cada 100 gramas de seitan:

Calorias: 117,5

Proteínas: 21,9 g

Gorduras: 2,2 g

Hidratos de Carbono: 3,3 g

Fibras: 1,2 g

Apesar de se diferenciar pela presença de hidratos de carbono, de que a carne carece totalmente, o seitan é benéfico pelo seu baixo valor energético e pelas quantidades reduzidas de gordura.

Benefícios do seitan

A variedade de nutrientes presentes no seitan garante muitos benefícios à nossa saúde. Além de ser rico em proteínas, como falado anteriormente, tem muitos outros componentes, como o ferro, a vitamina B e o potássio, que são grandes aliados do nosso organismo.

O baixo valor energético também lhe garante que não acumule gordura, facilitando a digestão, a absorção dos nutrientes e garantindo um bom funcionamento dos nossos tecidos.

A digestão é auxiliada por outro grande nutriente: as fibras. São capazes de ajudar no trânsito intestinal e a prevenir a prisão de ventre.

As fibras presentes no seitan conseguem ainda regular os níveis de colesterol, mantendo baixos os níveis de “mau” colesterol (LDL).

Esta plenitude de benefícios conquista qualquer um, por isso o aviso fica apenas para os celíacos e intolerantes ao glúten, que devem optar por outros substitutos da carne.

Para quem sofre de problemas hepáticos ou precisa de evitar o consumo de gorduras, também fica um alerta para a moderação, pois a textura esponjosa do seitan facilita a absorção de qualquer gordura a ele adicionada.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.