Papás, esta reportagem é para vocês!

Nuno Azinheira

Diretor do Escolher Viver

Por estes dias, a propósito deste meu processo de reeducação alimentar (é disso que se trata!), para controlar a diabetes e melhorar a minha qualidade de vida, lembrei-me de uma excelente reportagem televisiva.

Chama-se Somos o que comemos, foi exibida em 2015 na SIC e foi feita por uma equipa de profissionais cujo principal rosto, a jornalista, chama-se Miriam Alves. 

É um testemunho impressionante para todos: diabéticos ou não diabéticos. Pais e filhos. Qualquer pessoa que se preocupe minimamente com aquilo que come deve ver esta reportagem. Ali se desfazem muitos mitos (“eu pensei que o Iced Tea era chá gelado”), ali se revelam muitas verdades escondidas atrás das máscaras, ali se apontam caminhos e, sobretudo, ali se mostram os números. Por exemplo, estes que vemos na imagem e que são paradigmáticos da sociedade que construímos: a alimentação inadequada é responsável por muitos mais anos de vida perdidos do que o tabaco, o álcool e a droga. 

A preocupação maior dos clínicos ouvidos nesta reportagem são as crianças. Os hábitos alimentares promovidos pelos pais logo nos primeiros anos de vida dos seus filhos são determinantes para os seus futuros. E, naturalmente, os pais não têm consciência dos perigos.

Os números são reais e alarmantes. E o que se verifica é que desde o pequeno almoço até ao jantar, consumimos muito mais açúcar do que aquela é recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

Ora, com tudo aquilo que têm lido neste blogue ao longo das últimas semanas, é fácil perceber como a esmagadora maior parte das pessoas ultrapassam em muito o consumo de 25 gramas de açúcar por dia. Nos refrigerantes e no álcool que bebe. Nos bolos ou doces que come. Nos salgados, queijos, enchidos, fiambres e outras carnes processas a que não resiste diariamente. Vejam a reportagem e depois falamos.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.