“Socorro! Como posso cozinhar sem sal?” Tome nota das dicas que temos para si

Nuno Azinheira

Diretor do Escolher Viver

Tem ideia de quanto sal consome por dia? Pois, não sabe. E se lhe dissermos que, muito provavelmente, consome por dia mais do dobro da quantidade de sal recomendada pela Organização Mundial de Saúde? Este excesso é um problema de saúde pública e conduz a várias doenças. A hipertensão é a mais grave. Saiba como fazer para entrar nos eixos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo de 5g de sal por dia para um adulto (o equivalente a 1 colher de chá rasa) e 3g diárias para as crianças. Este valor já inclui não só o sal adicionado aos alimentos no. momento da confeção ou preparação, como o que faz parte da sua composição, na totalidade de todas as refeições realizadas ao longo de um dia. Em média, de acordo com a Sociedade Portuguesa de Hipertensão, os portugueses consomem 10,7g de sal por dia (estudo PHYSA), o que corresponde ao dobro do recomendado.

Coentros

O que fazer então? Bem, a melhor solução é mesmo cozinhar sem sal, acrescentando alguns sucedâneos naturais, que ajudam a dar sabor à comida. Não se iluda: no início vai custar, mas com o tempo acabará por se habituar. Não se habituou ao café sem açúcar? Então também vai habituar-se ao sal.

E que substitutos naturais há no mercado? Ervas, senhores, ervas aromáticas. Há cabeça, os coentros. Frescos e picadinhos, vão inundar de aroma e sabor os seus cozinhados ou as suas saladas. Há quem diga que os coentros vão bem com tudo. Nós concordamos.

Limão

O tomilho é também uma das ervas aromáticas mais utilizadas nesta tarefa nacional que é reduzir o consumo de sal. Pode adicionar às saldas, mas também às sopas, aos estudados e guisados. Mas se gosta mesmo do travo salgado, opte pela salicórnia. Não existe em todos os supermercados, mas numa grande superfície vai encontrar. É uma planta halófita que, habitualmente, cresce em torno das salinas e nos terrenos ricos em cloreto de sódio. Ótima para saladas, sopas e peixe ou marisco.

Se não quer ser tão específica, opte pelo bom e velho limão: só em sumo ou com as raspas, o limão, além de ter um poder purificador, dá um sabor incrível fresco aos alimentos. O gengibre, além do poder antioxidante, tempera os alimentos sem sal, o mesmo acontecendo com várias especiarias (pimenta, açafrão, caril…) ou um simples dente de alho cru.

Outras histórias que vai querer ler

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.